Agora que sou mãe, deixo de ser livre?

Uma das grandes questões de ser mãe é: 

“Algum dia vou poder voltar a sair?” 

Calma, vem que a gente te dá umas dicas! =)

Olha, a maternidade não torna a mulher um ser de outro mundo. Ela continua sendo um ser humano, com vontades, erros e acertos. Beleza? Então, se você tá vivendo essa montanha russa que é a maternidade, relaxa, vai dar tudo certo e você vai voltar a se reconhecer. Você não está sozinha!  

Mas a maternidade diminui a libido da mulher?

Mesmo com tudo que gira em torno da vida da mulher que se torna mãe,  isso não diminui sua vida sexual. Mas, se rolar falta de libido, procure uma ginecologista e veja o que está acontecendo! Pode ser só uma fase, né? Afinal, a vida não é uma linha reta. Mas é MUITO importante que você fique ligada aos sinais do seu corpo, das suas emoções, da sua psiquê. Beleza?

A maternidade é trabalhosa, mesmo quando as responsabilidades são divididas com o/a parceiro/a e se tem uma rede de apoio. Então, é natural bater um cansaço mesmo. 

#Dicadaamiga: separe uns minutinhos para relaxar

Às vezes, esvaziar os pensamentos e conectar-se consigo mesma é o melhor a fazer.  Que tal acordar uns minutinhos mais cedo ou no horário de almoço. Relaxe e faça isso por você! Seu corpo agradecerá! =)

Mãe também tem vida social!

Quando uma mãe está curtindo uma festa, um baile ou até um cineminha, é comum as pessoas  perguntarem: “ué, cadê o filho?”. Isso não acontece com a mesma frequência para os homens que se tornam pais – a paternidade ativa continua não sendo observada em todos os casos e a cobrança social sobre os homens é bem menor. 

Ser mulher nos dias de hoje pode ser complicado, há cobranças que podem sobrecarregá-la. A gente já falou sobre isso aqui. 

Existe essa ideia de que, uma vez que vira mãe, a mulher passa a ser só isso. Que a sua vida inteira vai se resumir à criança e à maternidade. Isso é uma injustiça! É claro que é uma parte importante da vida, mas ela continua sendo uma pessoa com vários outros interesses. E está tudo bem querer falar e fazer um programa diferente! Isso, inclusive, até melhora o convívio com o filho e a filha e faz muito bem. 

Mas como juntar maternidade e vida social? Vamos lá:

#Dica 1:  tente agendar previamente um “vale night”, uma balada. Mande aquela mensagem marota para familiares próximos, amigos de confiança, perguntando se em tal data, algum deles pode ficar com o seu baby, pra você conseguir um tempinho pra si mesma

#Dica 2: tente separar uns minutinhos pra ficar sozinha. Podem ser uns minutinhos mesmo, 5, 6 minutos: seu filho tá dormindo? pode ser um bom momento para cuidar de si com mais calma. 

#Dica 3: converse com seu/sua parceiro/a sobre o sexo: o que você gosta, como estão as coisas depois da maternidade…enfim, deixe tudo às claras. 

#Dica 4: no SUS você pode encontrar psicólogos que podem acompanhar você, o que é muito importante.

Existe essa pressão social muito forte em torno das mulheres que se tornaram mães e enfrentar isso sem se anular é um desafio! Afinal, essa mãe é um ser humano, que precisa de vida social, o que é saudável, inclusive.

Cuidar de si é um ato de amor, resistência e força! Quer falar sobre isso? Fala com a gente. #ElaDecide